Comunidade da Vila Panambi sedia reunião da Aiba e Abapa

AIBA - Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia > Notícias > Notícias > Comunidade da Vila Panambi sedia reunião da Aiba e Abapa

Mantendo o compromisso de se reunir com as comunidades agrícolas, técnicos e diretores da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) estiveram, nessa quinta-feira (16), na Comunidade da Vila Panambi. Em uma discursão proveitosa, os mais de 40 produtores rurais que participaram do encontro debateram sobre os gargalos enfrentados pela categoria, na região, a exemplo de estradas e energia. Na pauta houve espaço para falar sobre a Operação Safra, próximas eleições da entidade e dos programas Soja Plus e Fitossanitário.

O presidente da Aiba, Celestino Zanella, comunicou a criação de uma nova diretoria: a da Proteína Animal, que irá defender os interesses dos criadores dentro da Associação. “A integração lavoura-pecuária já é uma realidade em nossa região, precisamos, então, nos adequar a esse novo momento. Não podemos ficar restritos a uma única coisa, já que temos tantas possibilidades as quais podemos nos beneficiar. Então, decidimos unir todo o segmento do agro para nos fortalecer e lutar por melhorias para o setor”, defendeu.

Quando o assunto foi energia elétrica, um dos principais problemas enfrentados pelos moradores da Vila Panambi, já que a maioria utiliza geradores, Zanella recomendou que os produtores se unissem para protocolar um documento com os dados da quantidade de energia que necessitam nas propriedades para ser apresentado à Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba). “É uma tentativa de fazer chegar aqui a quantidade de energia que precisamos para otimizar a nossa produção, embora eu acredito que a alternativa será instalar placas solares e usufruir da energia solar”, pontuou.

Parceira na caminhada itinerante nas comunidades agrícolas, a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) reforçou junto ao coordenador do Programa Fitossanitário a importância de os agricultores estarem atentos às propriedades para evitarem as pragas nas lavoras. A reunião contou, ainda, com a presença do Capitão PM Weber, que destacou a importância de manter a Operação Safra, como um mecanismo para proporcionar mais segurança na zona rural.

Os encontros nas comunidades nasceram há seis anos, quando a diretoria percebeu a baixa participação dos líderes nas reuniões da Associação, em função da distância entre as comunidades e a sede da entidade. Como alternativa, criou-se os encontros anuais, a fim de levar a Associação até os seus associados. Em cada localidade produtiva foi eleito um representante para estar sempre atento às necessidades e pautar a instituição.

O produtor rural Martin Döwich, porta-voz da comunidade, falou da importância da associação manter esse elo com as comunidades agrícolas. “Essas reuniões nos deixam animados, é como se a associação chegasse e falasse ‘olha vocês não estão sozinhos, estamos lutando todos juntos’, isso dá um fôlego a mais nessa luta”, avalia.

 

Ascom Aiba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.