Algodão: Missão Compradores 2015 visita a Bahia

AIBA - Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia > Notícias > Notícias > Algodão: Missão Compradores 2015 visita a Bahia

image009O grupo de industriais têxteis de países como China, Tailândia e Coréia do Sul, visitaram a Bahia, entre os dias 19 e 20 de agosto. A visita faz parte da programação da Missão Compradores 2015, realizada pela Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), em parceria com as associações estaduais e com as tradings. Na Bahia, a missão contou com a parceria da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa). “Essas iniciativas são muito importantes, para passar uma ideia mais clara da nossa realidade, das nossas fazendas, dos nossos trabalhadores, e do nosso algodão. Acredito que depois dessa Missão, todos os compradores lembrarão quem somos, onde estamos e como trabalhamos. Isso é muito importante para nós e para o desenvolvimento da cotonicultura no país”, disse o presidente da Abapa, Celestino Zanella, agradecendo em seguida a todos os envolvidos na missão.

A Missão passou pelo Mato Grosso, Bahia e Goiás. “É muito importante que eles conheçam e percebam a qualidade do algodão brasileiro, que verifiquem a nossa forma de trabalho, e saibam que estamos comprometidos com a qualidade desse algodão. Queremos sim, vender o algodão que mostramos aqui, mas queremos também que o algodão chegue em suas fábricas com a mesma qualidade que ele é produzido na lavoura, daí a importância das parcerias com todas as empresas envolvidas nesse processo e presentes nessa Missão”, enfatizou o presidente da Abrapa, João Carlos Jacobsen.

Para o diretor executivo e gerente geral de St. Meer, grupo industrial de Qingdao, na China, Sun Liang, o objetivo da vinda ao Brasil foi conhecer melhor como a pluma é produzida e os produtores de algodão. “Nossa indústria importa cerca de 25 mil toneladas de pluma por ano e queremos aumentar essa quantidade para 40 mil t. Compramos parte da matéria-prima dos Estados Unidos e também de países da África. Queremos comprar mais algodão brasileiro e estamos nesta missão para conhecer a qualidade, especificações, e vermos qual fibra é a mais adequada ao nosso maquinário e quem oferece o preço mais competitivo”, acrescentou.

image010Missão na Bahia –  Acompanhados pelo presidente da Abapa e alguns produtores da Bahia, no dia 19, o grupo visitou a Fazenda 7 povos, do produtor e diretor da Abapa, Marcelino Flores e o Laboratório de Análise de Fibras da Abapa. “A iniciativa foi uma grande oportunidade para que os compradores asiáticos, conheçam a seriedade e o profissionalismo com que o Brasil produz algodão. Temos procurado dar o nosso melhor, e essas ações são muito importantes para que conheçam a nossa forma de trabalhar, como nós vivemos e o tipo de produtores que somos”, disse Marcelino.

No dia 20, pela manhã, o grupo visitou a Fazenda Acalanto e a Algodoeira Algopar, do Grupo Horita. “A vinda desses asiáticos à Bahia é muito importante. Uma coisa é eles receberem o nosso produto, o produto pronto, o algodão arrumadinho, através de uma trading, outra coisa é eles virem aqui, acompanhar o processo de produção. Foi um grande momento, para mostrarmos como o nosso algodão é produzido, desde a colheita e beneficiamento, até a qualidade do algodão produzido no estado da Bahia. Foi importante mostrar a dimensão e qualidade da nossa produção. Não somos um fornecedor eventual de algodão, nós estamos no algodão e todos os anos teremos algodão para fornecer. Acredito positivamente no desdobramento dessa missão”, disse o produtor Walter Horita.

No período da tarde, a Missão passou pela Fazenda e Algodoeira Warpol, do Grupo Busato. Na oportunidade, puderam conhecer toda a tecnologia e maquinário que a fazenda utiliza no processo de produção do algodão. “Quero parabenizar aos produtores, as tradings e a todos que participaram da organização desta missão. Acredito que alcançamos o objetivo, que era mostrar a tecnologia que utilizamos em termos de máquinas e equipamentos, nosso nível de organização e a garantia de um fornecimento constante de algodão. Tenho a certeza que causamos uma excelente impressão. Esperamos que todos os industriais que aqui estavam irão comprar mais algodão brasileiro”, ressaltou o presidente da Aiba e vice-presidente da Abrapa, Júlio Cézar Busato.

image011Para finalizar a programação, a Abapa ofereceu um jantar, na noite do dia 20, a todos os participantes da Missão Compradores 2015 e cotonicultores da região, no restaurante Olavo Nascimento, em Luís Eduardo Magalhães.  Vários diretores e associados da Abapa acompanharam a missão durante a passagem pela Bahia, entre eles o presidente da Abapa, Celestino Zanella, o presidente da Aiba e vice-presidente da Abrapa, Júlio Cezar Busato e produtores da região, como Walter Horita, Marcelino Flores, Isabel da Cunha, Luís Carlos Bergamaschi, Marcos Antonio Busato, Paulo Mizote, Célio Zuttion, João Antonio Gorgen, Willian Seije Mizote, César Busato e Carolina Zuttion .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.