Tecnologia baseada em feromônios é nova opção contra percevejos da soja

AIBA - Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia > Notícias > Notícias > Tecnologia baseada em feromônios é nova opção contra percevejos da soja

tecFeromônios são utilizados pelos insetos para vários fins, como alimentação, demarcação de território, presença de predadores, reprodução, entre outros

Uma patente concedida em outubro de 2013 à Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – vai auxiliar os produtores de soja brasileiros no controle das piores pragas da cultura de soja no país: os percevejos. verde da soja, marrom e o percevejo verde constituem o complexo de pragas de maior risco para a cultura da soja no Brasil, causando danos desde a fase de formação das vagens até o final do desenvolvimento das sementes.

A patente é resultado de mais de 15 anos de pesquisas desenvolvidas pelas equipes da Embrapa, sob o comando do pesquisador Miguel Borges, e tem foco no controle biológico dos percevejos com base em feromônios – substâncias químicas utilizadas na comunicação entre seres vivos da mesma espécie na natureza. Os feromônios são utilizados pelos insetos para vários fins, como alimentação, demarcação de território, presença de predadores, reprodução, entre outros.

Quando se alimentam, os percevejos atingem diretamente os grãos em formação e, por isso, representam um perigo na reta final do cultivo, quando se definem o rendimento e a qualidade da semente. Os feromônios isolados em laboratório são colocados em armadilhas que, por sua vez, são distribuídas pelas lavouras em várias regiões produtoras de soja no Brasil com o objetivo de monitorar e controlar as populações dos percevejos-praga e, consequentemente, reduzir os danos às plantações.

No Brasil, o mercado de semioquímicos (substâncias dentre as quais os feromônios se enquadram) está em franca expansão, com mais de 15 produtos registrados e outros em fase de registro, o que demonstra que há grande interesse de empresas privadas na tecnologia de controle e monitoramento de pragas.

Fonte: Uagro
Foto: Embrapa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.