Presidente da Aiba vai à Brasília debater sobre a prorrogação das dívidas dos produtores rurais do Oeste da Bahia

AIBA - Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia > Notícias > Notícias > Presidente da Aiba vai à Brasília debater sobre a prorrogação das dívidas dos produtores rurais do Oeste da Bahia

AIBA - CAPAAs dificuldades de crédito enfrentadas pelos produtores do oeste baiano, por conta da estiagem que castigou a região nesta safra, foi tema de audiência entre o presidente de Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Cézar Busato; o deputado estadual Eduardo Salles e o ministro da Integração Nacional, Josélio de Andrade Moura.

O intuito da reunião, realizada na última segunda-feira (9), em Brasília, foi buscar novas alternativas para minimizar os graves efeitos da seca que assolou não só o território baiano, mas toda fronteira agrícola do Matopiba, trazendo prejuízos incalculáveis aos agricultores desta macrorregião.

O encontro resultou em um ofício, redigido pelo secretário Estadual da Agricultura, Vitor Bonfim, que tomou como base os laudos técnicos fornecidos pela Aiba. O documento foi entregue ao ministro Josélio de Andrade Moura, que o encaminhará ao Ministério da Fazenda, a fim de que o titular da pasta busque junto ao Conselho Monetário Nacional (CMN) uma forma de auxiliar os produtores rurais neste difícil momento.

Segundo Busato, esta é só mais uma tentativa que a Aiba tem feito de orientar o agricultor. A entidade, ressaltou ele, tem buscado todas os diálogos e apoios possíveis.

“A Associação já realizou várias reuniões de negócios com as instituições financeiras, trading e fornecedores, buscado mecanismos de manutenção do crédito, onde foi orientado aos os produtores que puderem quitar seus débitos, ou fazer uma negociação caso a caso, preferencialmente antes do vencimento dos contratos, que o façam. Esta solicitação para o CMN pode auxiliar os agricultores no futuro, para que eles tenham condições de continuar cultivando suas terras, gerando empregos, renda e desenvolvimento para região”, observou o presidente da Aiba.

 

Ascom Aiba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.