Ações para APA Bacia do Rio de Janeiro são discutidas no Inema durante Reunião do Conselho Gestor

AIBA - Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia > Notícias > Notícias > Ações para APA Bacia do Rio de Janeiro são discutidas no Inema durante Reunião do Conselho Gestor

O Conselho Gestor da APA Bacia do Rio de Janeiro se reuniu nessa terça-feira (18) na Casa de Meio Ambiente no Inema. Entre os assuntos discutidos destacaram-se as apresentações sobre Solicitação de Aplicação de Recursos da Compensação Ambiental (SAR);  proposta de criação de Unidade de Conservação municipal pela prefeitura de Barreiras nas Cachoeiras do Acaba Vida e Redondo; e proposta do aterro sanitário municipal de Luís Eduardo Magalhães. O Conselho é um espaço debate de questões voltadas à sustentabilidade e gestão da UC, e é composto por entidades governamentais, ONGs e sociedade civil, onde o Iaiba e a Abapa têm representação.

De acordo  Josué Calmon,  técnico do Inema, nas últimas reuniões os conselheiros apresentaram suas contribuições para efetivação do Plano de Manejo da UC, documento recém-elaborado, e também  indicações para implementação da compensação ambiental. “Dentre os desafios do colegiado para 2019, está a necessidade do acompanhamento de perto da consecução dos programas gestão enlencados no plano de manejo, bem como articular a participação social na gestão da UC”, destacou.

Na opinião do Secretário de Meio Ambiente e Turismo de Barreiras, Demóstenes Júnior, “este é um momento importante para a região e a construção do Plano de Manejo contribui para consolidação de ações voltadas à preservação dos ecossistemas e às belezas cênicas das cachoeiras, como também construir um novo modelo econômico para a região, através do turismo ecológico e de aventuras, permitindo às comunidades envolvidas o desenvolvimento social e econômico através da inserção no processo turístico e pela busca de novas alternativas, gerando, assim, emprego e renda nos diversos setores da economia e promovendo o desenvolvimento sustentável na região”. 

“Este é um grande exemplo de governança que vem sendo construído na região Oeste da Bahia, ganha com estas ações toda a sociedade que se beneficia de ações sustáveis conduzidas em  uma área importante do ponto de vista estético, cultural, social, econômico e ambiental”, ressaltou a diretoria de Meio Ambiente da Aiba, Alessandra Chaves.

O analista ambiental da Aiba, Eneas Porto, que é geográfico, reiterou a importância geoambiental da região, salientando que o Plano de Manejo torna-se uma ferramenta importante na tomada de decisão voltada ao planejamento territorial.

 

Ascom Aiba

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.