08 de julho de 2021

Indicado ao prêmio Nobel da paz 2021 faz palestra no lançamento do Aiba Lab

Alysson Paolinelli foi indicado ao Prêmio pela contribuição e dedicação à agricultura tropical, segurança alimentar e sustentabilidade que as novas tecnologias trouxeram à produção de grãos no cerrado brasileiro.

A palestra do engenheiro agrônomo e ex-ministro da agricultura, Alysson Paolinelli, foi um dos pontos altos do webinar de lançamento do 1º Hackathon Aiba Lab, realizado pela Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), nesta quarta-feira (7). O evento foi transmitido, ao vivo, pelo canal oficial da Aiba no YouTube e contou também com a participação do CEO da Cyklo Agritech, Pompeo Scola, e do vice-presidente da Federação Brasileira do Sistema Plantio Direto, da Bahia (FEBRAPDP), Luiz Antonio Pradella.

O tema da palestra de Paolinelli, foi: “A transformação no campo: Como chegamos até aqui?”, em que ele destacou o potencial do oeste baiano, para a produção de alimentos. “Eu acredito muito na região oeste da Bahia. Vocês são privilegiados e têm dois fatores fundamentais, o calor e a luz. Além disso, tem também um aquífero que é sensacional, o Aquífero Urucuia. Vocês precisam estudar bem essas condições, e sei que vocês estão cuidando, e mostrar que elas podem ser melhoradas e conduzidas pela mão do homem”, disse Paolinelli.

O indicado ao prêmio Nobel da Paz aproveitou o tempo de fala para se colocar à disposição no melhoramento da agricultura oestina. “Eu conheço o problema de vocês, e quero estar do lado dos produtores rurais, não como governo, que não sou mais, mas como companheiro, para ajudar a corrigir essas distorções que ainda existem, seja no campo jurídico, técnico ou administrativo, quero que contem conosco. Aproveito para parabenizar e agradecer aos agricultores baianos pelo que fazem nessa região privilegiada”, enfatizou.

A importância da inovação tecnológica conduzida no campo, foi reiterada na fala de Pompeo Scola, demonstrando soluções eficientes para diferentes atividades conduzidas no meio rural. Luiz Antonio Pradella, por sua vez, destacou que a adoção de boas práticas agrícolas tem ajudado no ganho da produção e produtividade do oeste baiano ao longo dos anos, que hoje é exemplo para diferentes regiões do mundo.

Durante o evento foi apresentada a programação do Hackathon, que está com inscrições abertas até 23 de julho. O Hackathon Aiba Lab terá início em 26 de julho e se estenderá até 22 de outubro, neste período ocorrerão três fases: modelagem da solução, prototipação e pitch e pré-aceleração.

Além do Hackathon, o programa Aiba Lab terá mais duas etapas: Next Gen e Aiba Connect. A primeira visa aproximar produtores e agentes empreendedores de soluções inovadoras. Já a segunda será para submissão de propostas de startups e grupos pré-existentes para as demandas prioritárias do programa.

Sobre o Programa Aiba Lab

O Aiba Lab é um programa de inovação que busca atrair e desenvolver empreendedores, a fim de que usem a tecnologia para criar soluções acessíveis, sustentáveis e adaptadas à realidade da cadeia da soja no oeste da Bahia. O programa surgiu como resultado da parceria entre a Aiba e o Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia (Senai Cimatec), com o apoio do Land Innovation Fund (LIF).

Carlos Quintela, diretor do LIF, ressaltou a importância destes trabalhos em uma região que representa tanto para a agricultura mundial. “Reconhecemos o potencial do oeste da Bahia para o agronegócio e o esforço dos produtores locais para alinhar a produção de algumas das principais commodities brasileiras às demandas internacionais de preservação e restauração do bioma. Por isso, unimos esforços, múltiplos atores e investimentos em um projeto de inovação capaz de gerar impacto positivo na cadeia produtiva da soja na região”, concluiu.

Durante a participação do presidente da Aiba, Odacil Ranzi, ele destacou a importância dos diversos projetos na área de sustentabilidade socioambiental e econômica, que tem promovido o desenvolvimento da região oeste trazendo sustentabilidade, inclusão, inovação, eficiência e tecnologia. “Essas parcerias só vêm para reforçar que o produtor rural da região oeste da Bahia é parte fundamental para o sucesso das iniciativas de sustentabilidade, porque já conhecem a realidade do campo, além de já estarem engajados com a produção sustentável por meio da inserção de tecnologias e boas práticas agrícolas que permitem a conservação do solo e da água”, concluiu.

 

Para assistir a live completa acesse o link: https://www.youtube.com/watch?v=JByJ8RTZbvo

 

Ascom Aiba