14 de outubro de 2021

Entidades do agro promovem treinamento para a concepção e gerenciamento de projetos técnicos

Colaboradores de entidades agrícolas do oeste baiano participaram, entre os dias 06 e 07 de outubro, no auditório Aiba/Abapa, de um curso voltado para o desenvolvimento de projetos técnicos. O consultor Gustavo Prado, abordou as etapas que compõem a construção das propostas, que vão desde a padronização das normas, passando pela elaboração e a prestação de contas, com aprofundamento em aspectos importantes como: segurança jurídica, divisão de responsabilidades, desburocratização, transparência, controle interno e os resultados a serem alcançados.

“A dinâmica com que o curso transcorreu superou tanto as minhas expectativas, quanto a dos participantes. Fomos muito além do propósito de levar o aperfeiçoamento das normas de modo a garantir a segurança técnica e jurídica dentro da empresa. Houve uma verdadeira integração entre as instituições, que gerou uma rede sustentável”, disse o palestrante. “Com o entrosamento entre as equipes e as trocas de experiências, tenho certeza que os colaboradores continuarão evoluindo em relação ao desenvolvimento de projetos”, concluiu.

O treinamento foi realizado pelo Fundo para Desenvolvimento do Agronegócio do Algodão (Fundeagro) e o Programa para o Desenvolvimento da Agropecuária (Prodeagro) com apoio jurídico do advogado Carlos Palmeira, que representa algumas das entidades envolvidas. Os profissionais capacitados fazem parte dos quadros da Aiba, Abapa, Fundação Bahia e CK  Contábil.

Além da segurança técnica e jurídica e de tantos outros aspectos relacionados aos projetos, a capacitação trouxe um módulo sobre a digitalização, que é uma necessidade cada vez mais urgente nas corporações que buscam agilizar os processos, reduzir gastos e aumentar a eficiência da gestão. Para a gerente administrativa da Aiba, Veridiane Carvalho, ‘a sincronização das informações e a integração com todos os envolvidos no processo trará clareza da elaboração até a prestação de contas e dará mais fluidez para a condução dos projetos’.