14 de maio de 2021

“Plantar para alimentar” entrega cestas básicas e reforça pedido aos doadores

Mais uma entrega de alimentos da Campanha Solidária “Plantar para alimentar” foi realizada na tarde desta quarta-feira (12), em um ato simbólico ocorrido nas dependências do Memorial Dom Ricardo, em Barreiras. Desta vez, o repasse de 479 cestas básicas foi firmado entre o Núcleo Mulheres do Agro e o Projeto Catavento. A iniciativa social assumiu a responsabilidade de distribuir os donativos entre as seis unidades que mantém, dedicadas ao atendimento de crianças carentes nos bairros Vila Brasil, Conjunto Habitacional Rio Grande, Cascalheira, Santa Luzia, Bela Vista e Ribeirão.

Suzana Viccini, presidente do Núcleo Mulheres do Agro, lembra que o número de doações pode crescer, ainda mais, com o engajamento das pessoas. “Considero um balanço ainda tímido, em relação ao potencial que tem a região oeste. Sabemos das dificuldades impostas pela situação atual, mas, mesmo assim, podemos alcançar números maiores. Por isso buscamos sensibilizar todas as pessoas envolvidas com o agro, para que elas entendam a importância desse momento e que contribuam essa causa tão nobre”, afirmou.

O Centro Social e Educacional Catavento atende cerca de 650 crianças e adolescentes, totalizando 479 famílias assistidas. Para o bispo diocesano de Barreiras, a doação vai ajudar muita gente que nesse momento pandêmico está sem trabalho e não tem como levar, nem mesmo, o básico para casa. “A Cáritas em parceria com o Dignivida tem um cuidado especial com os projetos Catavento, e nessa pandemia que estamos vivendo os recursos ficaram cada vez mais escassos. Então a doação dessas cestas vai atenuar um pouco o sofrimento das pessoas assistidas, que têm crianças inscritas nesses projetos sociais, justamente devido à necessidade que passam. Então temos uma imensa gratidão por receber essa doação,” refletiu Dom Moacir Arantes.

Aiba e Abapa, entidades que compõem o grupo realizador da Campanha, também participaram da solenidade em que os alimentos doados foram abençoados pelo bispo diocesano de Barreiras.

Balanço parcial da campanha

Até o momento, foram doadas mais de mil cestas para 10 instituições, em Barreiras e Luís Eduardo Magalhães. Muitas das beneficiadas, como Amec, Apae, Caaf, Grupo Espírita Joana D’Angelis e Casa Nova Vida são cadastradas no Fundesis (Fundo para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável da Bahia). Os músicos da região, por meio do Instituto São Francisco de Arte e Cultura (Isfac), a Pastoral Carcerária e o Centro de Recuperação e Reabilitação (Crer), de Luís Eduardo Magalhães, também receberam os alimentos.

“Abrimos uma conta em nome do Instituto Aiba e do Fundesis, no Banco do Nordeste, onde qualquer pessoa pode ajudar às famílias carentes do oeste baiano. Lembramos que toda a campanha será conduzida de forma transparente, com prestação de contas dos valores arrecadados, o número de cestas doadas e o total de kits de higiene distribuídos”, disse Makena Thomé, coordenadora do Fundesis. Ela espera que, até o dia 22 de maio, mais pessoas possam aderir à campanha.

Ascom Aiba