Um atentado contra os Direitos Fundamentais

Publicado em: 05/11/2018 14:08:51

Quando a agricultura é atacada toda a população é penalizada, seja pela redução da oferta de alimentos, seja pela inflação observada nos supermercados. No dia 2 de novembro completa um ano da maior barbárie contra uma empresa agrícola, que trabalhava para garantir a segurança alimentar das famílias baianas e brasileiras: a invasão e destruição da Fazenda Igarashi, até então a maior produtora/fornecedora de tomate, alho, cebola, cenoura, batata e feijão de toda região. O prejuízo milionário, portanto, não compete apenas aos donos do empreendimento, mas a toda população que passou a pagar mais caro pelos itens da cesta básica.

E nesse “aniversário”, em que não se tem o que comemorar, mas o que lamentar, a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) reitera o seu repúdio a todo e qualquer tipo de violência, de agressão, de violação de direitos e de propriedades. Convém salientar que o episódio não foi apenas um atentado contra o patrimônio privado, mas também contra o meio ambiente, a economia da região e contra a integridade física, emocional e social das centenas de famílias que trabalhavam no local.

A Aiba, assim como toda população do oeste baiano, espera que este acontecimento não caia no esquecimento e que as autoridades que investigam o caso deem uma resposta plausível à sociedade. Seguimos acreditando que a justiça será feita e os responsáveis punidos.

 

Ascom Aiba