Aiba participa de reunião de planejamento de obras do governo do estado

Publicado em: 07/12/2017 17:36:00

O oeste da Bahia será contemplado direta e indiretamente com o pacote de obras estruturais anunciadas pelo governo do Estado. No entanto, apenas em uma segunda etapa é que a região entraria no cronograma de execução dos projetos de fibra ótica do estado, cujos resultados só seriam vistos a partir de 2019. A boa notícia é que um pedido do vice-presidente da Aiba, David Schmidt, pode mudar essa previsão. Em reunião realizada na última segunda-feira (4), na Secretaria do Planejamento do Estado da Bahia, em Salvador, ele defendeu a inclusão de algumas obras já na fase inicial, ou seja, ainda no primeiro semestre de 2018.

Entre as solicitações feitas por Schmidt está a garantia do trecho que irá ligar a ponte Salvador/Itaparica à BR-242, que encurtaria em cerca de 100 km a distância entre o oeste e a capital.

“Essa intervenção não estava prevista para agora, mas eu a defendi por entender que é de suma importância para a logística do oeste. Porque mesmo que a Fiol venha a escoar a produção de grãos, as plumas (do algodão) teriam como porta de saída o Porto de Salvador em detrimento ao porto de Santos”, ressaltou.

Segundo o vice-presidente da Aiba, para a construção da ponte, o governo tem um orçamento previsto no valor de R$ 7,7 bilhões, e costura parcerias com empresas brasileiras e chinesas, a fim de viabilizar a obra, que fortalecerá o turismo da região sul e também a economia do oeste.

Na reunião de alinhamento dos projetos também foi discutido o aceleramento da implantação do “Giga Bahia”, fruto de uma parceria entre a Chesf, a Rede Nacional de Pesquisa (RNP) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que pretende levar internet de banda larga para o interior da Bahia.   “O projeto, que contempla internet com banda abundante para a nossa região, através de uma parceria com o Iaiba, poderá ser antecipado em quase um ano e começa a ser executado em 2018”, afirmou.

Ascom Aiba