Aiba | Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia - A soja mais precoce do Centro-Oeste chega aos produtores na próxima safra - Aiba | Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia

A soja mais precoce do Centro-Oeste chega aos produtores na próxima safra

Publicado em: 08/04/2014 15:29:06

sojaA Embrapa Soja (Londrina, PR) e a Embrapa Produtos e Mercado (Escritório de Goiânia, GO), unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, junto ao Centro Tecnológico para Pesquisas Agropecuárias (CTPA) e Emater-GO estão apresentado aos produtores rurais a BRSGO 6959RR, cultivar de soja mais precoce do Centro-Oeste brasileiro. Já estão disponíveis aos sojicultores do Centro-Oeste (norte de Mato Grosso do Sul e os estados de Goiás e Minas Gerais) 100 mil sacas de sementes da cultivar para semeadura na safra 2014/2015. Com ciclo médio de 102 dias, a novidade chega ao mercado de grãos prometendo acelerar o sistema de manejo de sucessão de culturas em safrinha. “A BRSGO 6959RR é a cultivar mais precoce entre todos os materiais disponíveis no mercado para a região indicada”, revela o pesquisador da Embrapa Soja, Roberto Zito.

De acordo com o gerente de marketing e desenvolvimento de mercado do CTPA, Marciliano Gaspre, a BRSGO 6959RR, em alguns dos locais de validação da tecnologia, foi colhida 97 dias depois de semeada. “Este ciclo é mesmo muito rápido, o que pode impactar positivamente as áreas de produção de safrinha”, afirma. Segundo Gaspre, o sistema de safrinha vem crescendo no Centro-oeste brasileiro, tanto que é usado em 30% da área disponível para cultivo agrícola, em Goiás. A BRSGO 6959RR pode ser, portanto, uma importante ferramenta para viabilizar o manejo da segunda safra. Se a cultivar for semeada em outubro, logo no mês de janeiro a área já estará desocupada, o que possibilita a semeadura da segunda safra mais cedo.  “Este ciclo curto, inclusive, abre uma nova oportunidade para a região de Mato Grosso, que é o cultivo de algodão na safrinha”, ressalta.

Para Gaspre, o ciclo precoce da nova cultivar possibilita ainda que o produtor obtenha um lucro maior na comercialização dos grãos em janeiro. “Neste período, a indústria tem menos matéria-prima pra esmagar, por isso, quem colher mais rápido, consegue vender melhor o produto”, prevê.O destaque da BRSGO 6959RR é mesmo a precocidade, no entanto, seu potencial produtivo é compatível com os melhores materiais do mercado. Na safra passada, inclusive, quem semeou a variedade precoce conseguiu minimizar as perdas com o veranico. O produtor de sementes Nairo Gomes, de Goiás, por exemplo, multiplicou semente do novo material e, apesar do veranico da última safra, irá ofertar 10 mil sacas de sementes aos produtores de grãos. “Eu fiquei satisfeito com a cultivar”, enfatiza. “Para os produtores de grãos, a vantagem estará em antecipar em 10 a 12 dias a colheita, o que pode ser determinante inclusive para o sucesso da segunda safra”, destaca o produtor de semente.

Fonte: Embrapa